OFICINAS EDUCATIVAS REALIZADAS NA FAZENDA MÃE NATUREZA

ARTES DA TERRA - CERÂMICA

A arte da cerâmica manifesta-se na cultura dos povos desde a mais remota antiguidade. O estudo das técnicas de fabricação e decoração dos objetos de cerâmica é tido como o "alfabeto" de arqueólogos e historiadores, pois fornece base segura para a reconstrução de muitos aspectos da vida de antigas civilizações.

Na Fazenda Mãe Natureza esta oficina ensina as técnicas de fabricação de vasos, utencílios e figuras do imaginário, incentivando a criatividade e a engenhosidade dos participantes.

O barro permite o movimento das mãos, e estas, como parte importante do processo de representação das imagens interiores tem seus movimentos orientados por forças inconscientes, como se algo, bem lá no fundo da pessoa, tivesse encontrado a oportunidade de se expressar.

Há momentos em que a pessoa percebe uma forma saindo de suas mãos que não esperava: surpreende-se ao perceber que há um movimento independente de sua vontade, que é maior do que seu ego e que se manifesta quando a atmosfera está aberta para receber. Isso aparece no trabalho com o barro.

O barro é a matéria-prima de onde tudo pode surgir. É o material básico que propicia a aproximação e a expressão do inconsciente, onde podemos plasmar conteúdos do aqui e agora, do ontem e do que virá. Abrir-se para o barro é abrir-se à possibilidade de transformação.

ceramica

ESCULTURA EM MADEIRA

A madeira é, desde tempos imemoriais, um suporte onde os homens expressam suas idéias, seus desejos, sua fé.

A grande variedade disponível de cores da madeira pode ser explorada nos entalhes de um artista. É um trbalho cujo propósito é dar vida a uma determinada figura ou idéia transformando-a em auto-relevo.

Esta arte ensina concentração, paciência, além de revelar a cada um seu potencial criativo, ajudando no processo de resgate de si mesmo.

 madeira

MÓVEIS RÚSTICOS

Em tempos de aquecimento global a preocupação com o meio ambiente se tornou mais evidente, ou pelo menos mais comentada entre todos nós. O uso de madeira bruta para a fabricação de móveis rústicos alia muitos fatores que envolvem a preservação ambiental, o consumo consciente e a valorização da mão de obra local.

A produção de móveis rústicos ajuda os participantes a desenvolver, além do senso ecológico, as habilidades de resolução de problemas práticos (dado que se faz necessário para encontrar saídas que amenizem a desproporção das peças usadas na confecção dos móveis), dando-lhes a oportunidade de aprendizado de uma profissão muito valorizada que é a boa carpintaria.

 moveis

RECICLARIA NOVO DE NOVO

 Nesta oficina trabalhamos com o reaproveitamento de diersos materiais:  madeira de demolição, retalhos de tecidos, bijouterias usadas, embalagens, ferragens, tubos, sobras de um mundo de consumo inconsequente, restos de uma sociedade doente e marcada pelo desejo de ter tudo, para em seguida descartar com facilidade qualquer objeto que perca o brilho.

Pautados pela filosofia de uma vida simples, pelo cuidado com o planeta e consciente do espólio que se pratica com seus recursos,  confeccionamos móveis e peças decortivas maravilhosas provenientes do lixo do mundo. São produzidos também utilizando retalhos e linhas doadas uma infinidade de objetos como carteiras, tapetes, almofadas, camisetas, inúmeros artigos de decoração. Além disso, é feita a manutenção de toda a estrutura da fazenda, consertando e reparando aquilo que se deteriora. Latas viram formas para pão, embalagens plásticas transformam-se em quase tudo (de telhas a porta talheres).

Da mesma forma, apenas num nível mais profundo, nos propomos a ensinar as pessoas que desta oficina participam, que da mesma forma podemos transformar seres desgastados e abandonados, conscientizando-os de seu papel, sua relevância e sua beleza.

reciclaria

OFICINA PAPEL DE SER. A vida capitalista tem um único objetivo: transformar o mundo num grande mercado, onde todos comprem tudo, levem para casa e voltem imediatamente para buscar mais. Como um grande caleidoscópio que ao girar muda seu desenho, o mercado altera a imagem de seus produtos e somos levados a consumi-los como se fossem uma grande novidade. Isso acontece com tudo a nossa volta, inclusive com a informação. Notícias velhas de roupa nova, no jornal do dia seguinte; de repente, possuímos montanhas de jornais, revistas, panfletos...

Nessa oficina, toda sobra, todo lixo volta à vida, transformado nos mais diversos utensílios: vasos, cestas, papel artesanal, produtos diversos e até pequenos móveis são criados deste material.