As Leis Fundamentais da Espiritualidade

Terça, 29 Outubro 2013 17:41 | Escrito por 

Primeira Lei:

“A pessoa que cruza nosso caminho é a pessoa certa”

Isso significa que nada ocorre por acaso em nossas vidas. Todas as pessoas que nos rodeiam, que interagem conosco, estão ali por uma razão, para que possamos aprender a evoluir em cada situação. Lembremos que, tanto aquelas que nos trazem experiências benéficas e agradáveis, como aquelas que protagonizam experiências maléficas e desagradáveis, ambas nos propiciam lições importantes para nosso crescimento no processo evolutivo.

Segunda Lei:

“O que aconteceu é a única coisa que poderia ter acontecido.”

Absolutamente nada que ocorre em nossas vidas pode ocorrer de outra maneira, nem mesmo o detalhe mais insignificante! Não existe: “Se acontecesse tal coisa talvez pudesse ter sido diferente...” Não! O que aconteceu foi a única coisa que poderia ter ocorrido, e teve que ser assim para que pudéssemos aprender uma lição e então seguir adiante. Todas e cada uma das situações que ocorrem em nossas vidas são perfeitas, mesmo que nossa tendência seja resistir em aceitar.

Terceira Lei:

“Qualquer momento que algo se inicia é sempre o momento certo”.

Tudo começa num momento determinado; nem antes, nem depois! É quando estamos preparados para que algo novo aconteça em nossas vidas, que o processo se inicia. Assim, de nada adianta nossa ansiedade para que algo aconteça, nem a nossa rejeição por um certo acontecimento. TUDO ESTÁ SEMPRE CERTO, obedecendo a matemática da Justiça Cósmica.

Quarta Lei:

“Quando algo termina, termina.”

É simples assim! Sempre que algo termina em nossas vidas é para nossa evolução. Portanto é melhor desapegarnos, erguermos a cabeça e seguirmos adiante, enriquecidos com mais essa experiência.

Síntese

Não é por acaso que você está lendo essa mensagem. Se esse texto chegou hoje até você é porque está preparado para entender. Só lhe resta materializá-lo em sua vida. “Não cai uma folha de uma árvore, senão pela vontade do Governador do Universo”.

Ler 11624 vezes Última modificação em Terça, 29 Outubro 2013 18:00